Tamanho da letra A+ A-
 

Programa de Iniciação à Pesquisa | Núcleo de Iniciação à Pesquisa – NIP

O programa tem por finalidade, incentivar e inserir os alunos e professores desta IES em atividades de investigações científicas nas diferentes áreas do conhecimento, possibilitando uma formação complementar por meio da integração entre a teoria e a prática no processo de ensino e aprendizagem.

Proporcionar uma sólida formação do senso crítico por meio das vivências acadêmico-científicas, com vistas ao aprimoramento acadêmico e profissional nas diferentes áreas do conhecimento e a sistematização, ampliação e consolidação das oportunidades de produção e socialização destes conhecimentos.

CRITÉRIOS

O programa tem por finalidade, incentivar e inserir os alunos e professores desta IES em atividades de investigações científicas nas diferentes áreas do conhecimento, possibilitando uma formação complementar por meio da integração entre a teoria e a prática no processo de ensino e aprendizagem.

Proporcionar uma sólida formação do senso crítico por meio das vivências acadêmico-científicas, com vistas ao aprimoramento acadêmico e profissional nas diferentes áreas do conhecimento e a sistematização, ampliação e consolidação das oportunidades de produção e socialização destes conhecimentos.

DE INSERÇÃO

Docente

– Ser professor(a) pesquisador(a) vinculado(a) as atividades de pesquisa da FSA ou estar vinculado(a) a uma Instituição de Ensino Superior, possuir titulação mínima de Mestre e ter o currículum vitae cadastrado na Plataforma Lattes;
– Possuir experiência compatível com a função de professor(a) pesquisador(a) e   produção científica e/ou tecnológica e/ou artística e cultural, divulgada nos principais veículos de comunicações destinados para tal fim;
– Estar cadastrado(a) na coordenação de pós-graduação, pesquisa e extensão da FSA como professor(a) pesquisador(a) e/ou professor(a) orientador(a) de pelo menos  de um grupo de pesquisa;
– Apresentar o projeto de pesquisa à coordenação de pós-graduação, pesquisa e extensão, bem como, o plano de trabalho do(s) aluno(s) que estão sob a responsabilidade do orientador; o currículo lattes do orientador ( onforme modelo Lattes CNPq dos últimos 5 anos), bem como, o currículo dos alunos (modelo Lattes CNPq ) e históricos escolares atualizados.

Discente
– Estar regulamente matriculado em curso de graduação ou pós graduação da FSA e apresentar rendimento acadêmico igual ou superior a 7 (sete);
– Estar cursando entre o segundo e o penúltimo período do curso de graduação e entre o segundo e sexto módulo do curso de pós-graduação;
– Apresentar histórico escolar sem reprovação em qualquer disciplina do curso (inclusive por faltas);
– Não possuir vínculo empregatício com qualquer instituição durante a realização das atividades de pesquisa.

MODALIDADES DE PESQUISAS A SEREM DESENVOLVIDAS

– Práticas investigativas (Parecer CES. 1.070/99): referem-se às atividades desenvolvidas em sala de aula tais como: resumos, resenhas, paper, pesquisa bibliográfica, projetos com temas delimitados tendo em vista unidades de conteúdos das disciplinas com duração menor do que os trabalhos de conclusão de curso e são normalmente apresentados em seminários avançados promovidos pela IES.
– Iniciação Científica: ocorre principalmente com apresentação de projetos dos alunos sob orientação de um professor vinculado a FSA.
– Pesquisa Institucional: neste nível de pesquisa o projeto é do professor e/ou grupos de professores pesquisadores. O aluno e/ou grupos de alunos podem elaborar projetos a partir de uma das dimensões do objeto de estudo do projeto de pesquisa do professor e/ou do grupo de professores pesquisadores, desde que acompanhados e sob a responsabilidade de um professor orientador da FSA.
– Os projetos apresentados, quando envolver pesquisa com seres humanos e animais são obrigados a serem submetidos à avaliação do Comitê de Ética em Pesquisa da FSA.

  • Linhas de Pesquisa

    As recomendações para a elaboração de projetos, tendo em vista as linhas de pesquisas, justificam-se pela necessidade de delimitação das áreas de investigações. De cada linha de pesquisa, os professores extrairão seus temas de pesquisa em conformidade com a especificidade e natureza dos conteúdos e dos objetos de interesse de investigação dos professores e alunos.

    CRITÉRIOS PARA O CADASTRO DOS PROJETOS DE PESQUISAS

    – Ter mérito técnico-científico, tendo sido aprovado pela coordenação de  Pós-graduação, Pesquisa e extensão da  FSA. Os  projetos já aprovados em órgãos de fomento à pesquisa, não precisarão ser analisados quanto a esse aspecto;
    – Ter aprovação do Comitê de Ética da FSA, para as pesquisas que envolvam seres humanos e apresentarem Certificados de qualidade em biossegurança quando envolver produtos transgênicos, conforme Decreto 1.752/95;
    – Deverá ser apresentado em formulário apropriado (veja o modelo disponível no site da FSA), com uma cópia impressa e uma cópia eletrônica em CD;

    ORIENTAÇÃO, ACOMPANHAMENTO, CONTROLE E AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE PESQUISA NA FSA

    O processo de orientação das pesquisas deverá ser realizado pelos professores/pesquisadores conforme necessidades dos grupos de alunos pesquisadores. Para isso terão que agendar, na Coordenação de Pós-Graduação, pesquisa e extensão com um dos membros da equipe, de acordo com sua disponibilidade.O acompanhamento, controle e avaliação do processo de pesquisa serão desenvolvidos através de várias atividades, como: preenchimento de ficha de acompanhamento das pesquisas, previamente distribuídas aos pesquisadores; elaboração de relatórios parciais (semestralmente) e finais (ao término da pesquisa), além de atividades presenciais como entrevistas, reuniões, encontros, que serão realizados à medida que houver necessidade de se repassar orientações “per si” ou informações e esclarecimentos que contribuam para a melhoria da qualidade das pesquisas em curso ou a serem iniciadas.

  • Projetos Aprovados 2014/2015
  • Projetos Aprovados 2015/2016
  • Projetos Aprovados 2016/2017
  • Projetos Aprovados 2017/2018